quarta-feira, 12 de julho de 2017

Vida e Destino,já estou com saudades

Resultado de imagem para Vida e Destino




Terminei ontem a leitura deste livro e confesso que já estou com saudades dos personagens,fiquei com um gostinho de quero mais.
Tendo a Batalha de Stalingrado(Segunda Guerra Mundial) como pano de fundo,acompanhamos (com alguma dificuldade no começo,devido aos nomes russos não serem fáceis ,depois a gente se acostuma) a vida de alguns grupos de pessoas:principalmente a família de Chtrum,sua esposa e filha,suas cunhadas e cunhados,enteado,sobrinhos,mãe e sogra( reconhecia as personagens conforme apareciam e pelas situações)que passam pelos perrengues da guerra contra o nazismo vivendo durante o stalinismo na antiga União Soviética.
A luta é contra os nazistas,acontece numa sociedade autoritária e controladora - todo mundo tem algum problema com as "autoridades" e os grupos agem conforme são afetados por elas.Comida,trabalho,moradia,agasalho,aquecimento,tudo depende do Estado(o "grande irmão" está em todos os lugares) e de como os "cidadãos" estão localizados nesta sociedade "igualitária"(só que não).
Há ainda os militares,os presos em campo de concentração nazista e também os presos políticos num campo de trabalhos forçados soviético.Cada grupo com vários "tipos",diversos e com motivações variadas
Há o  "problema judeu" que os soviéticos também tinham,tanto quanto os nazistas.Há os soldados alemães,mostrados de maneira mais intimista,sem estereótipos - tanta quanto os soviéticos.Há o problema da ocupação de territórios  e da expulsão de populações - o convívio difícil com o diferente,o não igual.As dificuldades do dia a dia na guerra.

São inúmeras situações,colocadas com alguns intervalos entre elas - acompanhamos o que acontece e às vezes os personagens ficam um tempo sem aparecer ,a luta para se manter num sociedade policialesca ,os embates pessoais,os amores possíveis(sem "romance"),o enfrentamento da morte,as dificuldades da miséria,a esperança ou falta dela.
O caráter humano sobressai,ninguém é herói ou vilão completamente, tudo depende do que acontece e das reações provocadas.E acompanhamos todos e dá vontade de "ajudar",de estar junto,fazer parte.

Não é o livro da minha vida,mas gostei muito - eu adoro histórias com recorte temporal e esta mostrando um episódio da Segunda Guerra(apesar de eu já ter assistido a n filmes" Stalingrado")é muito rica,humana e "moderna" -  é literatura engajada politicamente, é uma "denuncia" do modo de vida daquela população de 70 anos atrás,um período não tão longíqüo assim,mas já distante da realidade atual.E a vida mostrada é verossímil,parecem verdadeiros os personagens ,não são rasos.E suas histórias tocam o humano que há em cada um de nós.