sexta-feira, 16 de abril de 2021

Gregos:os últimos?

 




E lá se foram as comédias que,eu não sei exatamente se por causa da tradução, ficaram aquém do que esperava.Sério,tentaram "popularizar"  e além das piadas bobas com órgãos sexuais,até comparação com "a barba do Lula" teve.
E também saber de corrupção,demagogos,interesseiros,lobbies,juízes esquisitos, misoginia ,grossura e etc,em textos de dois mil e quinhentos anos atrás desanima.O mundo é esta merda desde sempre?!?!?!Socorro!Como o Aristófanes cita nominalmente alguns dos trastes da época ficamos sabendo a quem e porque as críticas eram dirigidas.
Nas tragédias pelo menos são mitos e afins,dá pra sair um pouco do "real".
Ainda tenho estas duas,em livros impressos,pra desbravar.Tá certo,Goethe não é grego,mas Ifigênia em  Táuride só achei a dele.
Depois ,não sei .

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Gregos:comédias

 Li as três que tinha no Kindle  e,pelas Tesmoforiantes,já valeu!O Aristófanes tem um personagem"Eurípides ,que escreve tragédias onde é bastante misógino" e que passa por poucas e boas- se eu ri agora,dois mil e quinhentos anos depois imagina eles ,contemporâneos dos dois;a greve do sexo eu já tinha lido em outra edição é gostei mais agora.Tem detalhes da vida no dia a dia,do funcionamento das instituições da pólis,os cargos ,a maneira como se referem uns aos outros,é mais o dia a dia comum,diferente das tragédias ,seus heróis e mitos.Os Acarnianos não bateu,não deveria ter lido ligo em seguida das Termo,a concorrência fica desleal.

Enfim,ainda tenho duas ou três tragédias por aqui,mas já baixei as outras comédias(todas do Aristófanes)que consegui:














Não cabe mais,tanta tristeza

 






0


0


terça-feira, 6 de abril de 2021

Gregos:Teogonia e comédias

 





Terminadas as tragédias que mostrei no último post,sem problemas e tendo gostado,me deparei com o Alexandra,que é sobre a Cassandra de Tróia e......abandonei,sério:imagina o samba do criolo doido só que na Mitologia, chamando todo mundo não pelo nome direto,mas alguns dos mil apelidos possíveis(daquele jeitinho dos russos,só que em grego).....muito elogiada pelo tradutor,só que inteligível só pra quem tem a erudição dele.Ou pra alguém super cabeça,como a Aline Aimée que conseguiu superar a barreira.Deixo o vídeo dela,assim dá pra entender melhor o tamanho do problema:





Bem,depois desta topada com a pedra grega no meio do caminho,separei o Hesíodo que já estava na espera e depois dele serão as comédias do Aristófanes que estão no Kindle.


terça-feira, 30 de março de 2021

Tragedias gregas:outra editora e tradução

 Terminei o Legado da Grécia lamentando tanto texto e nenhum mapa ou ilustração(nos capítulos de arte e de arquitetura fariam uma diferença enorme),mas num pequeno calhamaço como este,o volume de informação corresponde ao número de páginas e a edição foi a mais simples possível,infelizmente.Muita coisa passando por uma primeira vista ou sobre o esquecimento,mas importante ter visto.

Seguindo o baile,já se foram mais duas tragédias, desta vez da Editora 34 e com tradução do Trajano Vieira em edições impressas(as primeiras foram da Coleção Expresso da Zahar,em e-book e com tradução do Mário da Gama Cury),Sete contra Tebas e Hipólito. Seguirei com Medéia, Traquínias ,Héracles,Alexandra e Filoctetes(não necessariamente nesta ordem).
















terça-feira, 23 de março de 2021

O legado da Grécia, continuo nele!






 Sim,devagar e sempre.Já foram os capítulos sobre poesia,teatro,educação,filosofia e estou no meio do sobre a ciência.É muita coisa!Mesmo o livro estando datado(a bibliografia citada nas notas não chega aos anos 1980) eu estou estreando o tema,não recordava nem conhecia a maioria dos temas.Depois de ter lido os épicos homéricos  e algumas das tragédias,mais uns dois ou três  livros teóricos,estou me estabelecendo no assunto,mas bem devagar.

Ainda tenho algumas tragédias pra ler,mas vou acabar o livro teórico primeiro(mesmo sabendo que mereceria mais estudo,vou ficar com ele mesmo,que já me ajuda bastante). 






terça-feira, 16 de março de 2021

Mais duas tragédias e uma comédia:



E continuo pela Grécia Antiga,me surpreendendo com o quanto as tragédias podem ter de atual ao falar de "governos" ,"tirania","abuso de poder".As duas últimas lidas foram o Ájax  e Antígona, maravilhosas.
E o texto do Luc Ferry(A sabedoria dos mitos gregos) ressoa na cabeça a cada uma lida.
Das que baixei pro Kindle  faltam ser lidas estas três: As Fenícias, Hipólito e A greve de sexo(que já li antes,com o título de Lisístrata),esta última,comédia.


E do Legado da Grécia já li a parte que fala do Homero e do caminho das epopéias pelo tempo até o século XX,gostei bastante -situou o Hesíodo  e o Virgílio também,  já estou programando leituras futuras. 
Antes vai ser outro terreno desconhecido,pois o próximo capítulo fala da poesia lírica,depois é que será o teatro(agora que já li várias peças vai ser bem aproveitado).